PARNA Saint-Hilaire/Lange convida para a 24ª Reunião Ordinária do seu Conselho Consultivo

Na próxima quinta-feira (07/06/18), será realizada a 24ª Reunião Ordinária do Conselho Consultivo do Parque Nacional de Saint-Hilaire/Lange. O evento acontecerá na Sala Multiuso da Universidade Federal do Paraná – Setor Litoral, localizada na Rua Jaguariaíva, 512, Caiobá, em Matinhos, das 9h00 às 12h00.

A pauta da reunião será a tomada de posse dos novos conselheiros (gestão 2018/2019) e a apresentação do projeto “Ciclo de Oficinas de Qualificação do Conselho Gestor do PARNA Saint-Hilaire/Lange”. O Ciclo de Oficinas tem como objetivos: qualificar os novos conselheiros do PNSHL para o desenvolvimento de suas atividades no Conselho, familiarizando-os com o processo de gestão da UC; empoderar os novos conselheiros, estimulando o envolvimento e participação dos mesmos na gestão da UC; promover o reconhecimento das aptidões dos conselheiros, pelo grupo e pelos gestores, a fim de valorizar experiências e saberes; identificar estratégias de gestão conjunta junto às representações do Conselho; desenvolver ações visando a elaboração do Plano de Manejo da UC; revisar o Regimento Interno do Conselho; e elaborar um novo Plano de Ação do Conselho Consultivo.

Toda a comunidade está convidada a participar da reunião.

No período da tarde, os novos conselheiros já participarão da 1ª Oficina do Ciclo de Qualificação do Conselho Gestor do PNSHL.

Anúncios

Seleção para estágio não curricular no Parque Nacional de Saint-Hilaire/Lange

O Parque Nacional de Saint-Hilaire/Lange abrirá vaga para estagiário (estágio não-obrigatório), com previsão de início a partir de março/2018.

O candidato precisa ter os seguintes pré-requisitos:
  • estar matriculado em curso de graduação (desejável que tenha ainda dois anos de curso);
  • responsabilidade;
  • pró-atividade;
  • assiduidade;
  • pontualidade;
  • bom relacionamento interpessoal;
  • disposição e condições para atividades de campo;
  • boa redação;
  • utilização de Word, Excel, internet , e;
  • conhecimento básico de software(s) de geoprocessamento (Qgis e/ou ArcGis).
As atividades serão desenvolvidas na Sede do Parque Nacional e em campo (Parque e entorno). Envolvem os temas de autorizações ambientais, licenciamento ambiental, uso público, fiscalização, regularização fundiária, pesquisa, comunicação, relações com a comunidade, etc.
O estágio é oferecido via CIEE – Centro de Integração Empresa-Escola e dá direito a uma Bolsa Auxílio mensal de R$ 364,00 mais vale transporte (R$ 6,00 por dia de estágio).
A carga horária é de 20 horas, sendo o(s) turno(s) de acordo com a disponibilidade do estagiário.
Interessou? Traga seu currículo resumido na sede do Parque (Rua das Palmeiras, 170 – Caiobá) até o dia 11 de dezembro. Os selecionados serão chamados para entrevista.

Voluntários realizam o 4º mutirão na trilha da Torre da Prata

No último dia 26 de agosto, antevéspera do Dia Nacional do Voluntariado, servidores do ICMBio, associados do Clube Paranaense de Montanhismo (CPM) e voluntários das duas instituições realizaram o 4º Mutirão de Sinalização e Manutenção na Trilha da Torre da Prata.
Ao todo, entre voluntários e analistas ambientais do PARNA Saint-Hilaire/Lange e PARNA Marinho das Ilhas dos Currais, participaram 21 pessoas. Alguns voluntários já participam pela segunda ou terceira vez. Entre os voluntários, vários montanhistas, além de estudantes, professores, profissionais liberais e funcionários públicos.

Substituição de degraus de aço, na primeira etapa do mutirão – Foto: Simone Rodrigues, CPM

A trilha da Torre da Prata é extremamente exigente fisicamente e é frequentada por montanhistas e usuários com experiência em trilhas. Muitas vezes é iniciada de madrugada ou finalizada à noite, quando ainda está escuro, por isso adotou-se nela um modelo de sinalização refletiva.
As atividades realizadas foram: restauração de sinalização, desobstrução de leito e poda da vegetação do corredor da trilha, fechamento de atalhos e roçada da entrada da trilha. No total, foram removidos 22 troncos de árvores caídas na trilha e que a estavam bloqueando, ação que visou isolar trilhas alternativas abertas por usuários para desviar de alguns troncos. Dezenas de atalhos foram fechadas com corda de sisal e galhos secos. Foi roçada uma extensão de aproximadamente 200 metros na entrada da trilha, que estava tomada por vegetação de baixo porte, como capim, samambaias e bambus, dificultando o acesso dos visitantes.

Instalação de fitas refletivas para sinalização da trilha – Foto: Péricles Augusto dos Santos

No dia 05 de agosto, havia sido realizada a primeira etapa do mutirão na trilha, com atividades especializadas de substituição de cordas e instalação de degraus de aço em alguns trechos muito íngremes (18 degraus e cordas em dois trechos). Tais equipamentos têm o intuito de evitar a erosão da fina camada de solo nas laterais da trilha, por pisoteamento, impacto observado em trechos descobertos. Essa atividade contou com a participação apenas de 6 montanhistas experientes, devido ao grau de dificuldade.
Todas as atividades executadas pelos voluntários estão dentro da concepção de ordenamento da visitação no atrativo, que é histórica, e de melhoria da experiência do visitante. Os objetivos são proteger a flora e a fauna do Parque, dar maior segurança aos visitantes, e coibir atividades ilícitas (como corte de palmito e caça) através da presença institucional e de usuários “amigos da unidade”.

Fechamento de desvios e trilhas alternativas com corda de sisal – Foto: Rodrigo Filipak Torres

“Quando a trilha não está clara para o usuário, com bloqueio por vegetação ou troncos, os usuários podem buscar opções mais fáceis para passagem, gerando trilhas secundárias, que são indesejáveis. Uma trilha bem visível e uma boa sinalização são complementares e dão aos usuários segurança da trilha, minimizando o risco de se perderem em meio à mata, como ocorria há alguns anos, e evitando que pisoteiem a vegetação fora da trilha.” (Rodrigo Filipak, coordenador técnico do mutirão)

“Neste ano, o ICMBio renovou seu Programa de Voluntariado e o Parque Nacional de Saint-Hilaire/Lange já está realizando algumas atividades que seguem as novas orientações e metodologias. Os mutirões são uma ferramenta de extrema importância para aproximar a sociedade da gestão do Parque e a proposta é realizar outras atividades com apoio de voluntários, em locais onde há visitação na unidade de conservação.” (Cristina Batista, coordenadora do voluntariado do PNSHL)

“Atuar no mutirão na trilha da Torre da Prata foi minha primeira atividade como voluntária do PNSHL. Pude aprender sobre a sinalização e o manejo correto da trilha, conhecer pessoas muito legais e ter a certeza de que a equipe do Parque está buscando garantir a preservação através do uso público, de modo consciente e seguro. Além disso, para nós que amamos o montanhismo, o voluntariado na UC é uma grande oportunidade de retribuir à natureza tudo o que ela nos proporciona.” (Isabel Cristina Martines, professora universitária, voluntária do ICMBio).

* Os degraus de aço instalados pelo CPM são da medida compensatória da Semana da Montanha de 2014 organizada pelo Clube, custeados pela Corrida da Montanha da TRC. O Grupo Corpo de Socorro da Montanha (COSMO) tem instalado os degraus na Serra do Mar, capacitado os montanhistas e emprestado equipamentos, como a furadeira utilizada na atividade.

Participantes do 4º mutirão na trilha da Torre da Prata, no dia 26 de agosto de 2017 – Foto: Péricles Augusto dos Santos

Reestruturação é pauta da próxima Reunião do Conselho Consultivo do PNSHL

No dia 18 de outubro de 2016 (terça-feira), das 09h às 17h30, será realizada a 20ª Reunião Ordinária do Conselho Consultivo do Parque Nacional de Saint-Hilaire/Lange (PNSHL) no Auditório do Hotel Santa Paula, localizado na Avenida Visconde do Rio Branco nº 650, bairro Brejatura – Guaratuba/PR.

A reunião acontecerá junto com a 1ª Reunião Ordinária de 2016 do Conselho Gestor da APA de Guaratuba e terá como pauta principal a reformulação dos conselhos do Parque Nacional de Saint-Hilaire/Lange e da APA de Guaratuba; a proposta de criação dos conselhos do Parque Nacional Guaricana e do Parque Estadual do Boguaçu; e a integração da atuação destes conselhos, visando ampliar e qualificar a participação social na gestão destas unidades de conservação e garantir maior efetividade na conservação da biodiversidade.

Toda a comunidade está convidada para participar e contribuir com a reunião.

Parque Nacional de Saint-Hilaire/Lange é tema do Programa Expedições

Na próxima terça-feira, 19 de julho, será apresentado o Programa Expedições sobre o Parque Nacional de Saint-Hilaire/Lange e seu entorno pela TV Brasil às 19:30.
Os temas gravados foram selecionados pela produção do programa, tendo por base uma lista de sugestões feitas pelo Parque. A gravação teve a devida autorização da Assessoria de Comunicação do ICMBio e da Administração do Parque.

Aline Dale, apresentadora do Programa Expedições, com um sapinho da montanha. – Foto: Rodrigo Torres/PNSHL/ICMBio

As filmagens foram realizadas entre os dias 10 e 14 de março de 2016, com apoio e participação da equipe do Parque e de diversos colaboradores locais, mobilizando dezenas de pessoas e percorrendo algumas centenas de quilômetros.
Um dos temas abordados foi a pesquisa sobre a ecologia e a conservação das lontras, realizada no Parque e seu entorno há alguns anos. Outro assunto foi a criação de ostras nativas na Baía de Guaratuba (entorno do Parque) feita por moradores das comunidades do Cabaraquara e Parati, bem como as belezas do Salto Parati. Algumas espécies raras, objeto de pesquisas científicas, também foram filmadas – como a canela (Ocotea marumbiensis), espécie botânica recentemente descrita, e o sapinho da montanha (Brachycephalus izecksohni), espécie minúscula (1 cm) que só existe no Parque. Foi mostrada ainda uma pesquisa que trata da riqueza e conservação da flora do Parque, com toda sua beleza.
“A gravação do Expedições no Parque, neste ano, foi um presente para nós”, comenta Rogério Florenzano, chefe da UC, em alusão ao aniversário de 15 anos do Parque Nacional, completado em maio de 2016.

Para conferir fotos da filmagem do programa acesse a fanpage do “Parque Nacional de Saint-Hilaire/Lange” no Facebook e em seguida o álbum de fotos “Programa EXPEDIÇÕES – PNSHL”.

Sobre o “Expedições”:
Pantanais, amazônias, chapadas, rios, cânions, pontos extremos do Brasil há vinte anos desfilam pelas lentes do Expedições. “O programa vai além de uma série de documentários”, destaca a jornalista Paula Saldanha, que criou o pioneiro projeto na televisão brasileira, nos anos 1970, ao lado do marido, o biólogo Roberto Werneck. O Expedições ganhou novo formato mas, de acordo com Paula, consolida o trabalho de jornalismo ambiental construído ao longo do tempo.
“O novo formato é singular, unindo influências do jornalismo, do documentário e um pouco de reality, guiando o telespectador ao longo das descobertas de cada episódio”, explica o diretor Lucas Saldanha Werneck, filho de Paula e que agora dirige a atração. Ele ressalta, no entanto, que antigos pilares foram mantidos: responsabilidade com as informações e divulgar o Brasil aos brasileiros e ao mundo.
Para desvendar e registrar as aventuras, a equipe do programa conta com a apresentadora Aline Dale, o fotógrafo Rodrigo Serrado e o cinegrafista Fabio Serfaty.

Expediente:
– Programa Expedições – 20 Anos
– Tema do episódio: Parque Nacional de Saint-Hilaire/Lange (PR)
– Data: próxima terça-feira, 19 de julho, às 19:30; reapresentação no sábado, 23 de julho, às 16:00
– Canal: TV Brasil (modos de sintonização: parabólica, canais abertos,TVs por assinatura, no exterior, e transmissão via web – tvbrasil.ebc.com.br/comosintonizar)
– Site do programa: tvbrasil.ebc.com.br/expedicoes

PNSHL completa 15 anos

O Parque Nacional de Saint-Hilaire/Lange completou ontem (23/05) 15 anos!
Água, ar, mata, morros, vida… Que sua beleza possa ser eterna!

PNSHL completa 15 anos

Fotos: Rodrigo Torres, Aurelice Vasconcelos, Lab. Ornitologia CEM/UFPR

PNSHL recebe sinalização rodoviária

O Departamento de Estradas de Rodagem do Estado do Paraná (DER-PR) instalou, na última semana, placas indicativas no trecho da Rodovia PR-412 que atravessa o Parque Nacional de Saint-Hilaire/Lange (PNSHL), entre Caiobá no município de Matinhos e a Prainha no município de Guaratuba.

As placas de sinalização, indicando a presença da Unidade de Conservação, foram posicionadas em dois pontos, sendo que o trecho sinalizado da Rodovia que adentra o PNSHL é de aproximadamente 700 metros.

As placas foram instaladas em função de medidas condicionantes impostas pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

Confira as imagens das placas a seguir:

Placa 01

Placa 01: sentido Caiobá-Prainha

Placa 02

Placa 02: sentido Prainha-Caiobá

Autor: Rodrigo Felizardo