Conselho Consultivo realizará última Reunião Ordinária de 2011

O Conselho Consultivo do Parque Nacional Saint-Hilaire/Lange realizará sua 11ª Reunião Ordinária no próximo dia 29, a partir das nove horas, para tratar de temas referentes à reformulação do Regimento Interno e da composição do Conselho além de outros assuntos ligados à gestão da Unidade de Conservação. A pauta também inclui depoimentos dos conselheiros que participaram, nos últimos três meses, de cursos de capacitação sobre gestão participativa promovidos pelo Instituto Mater Natura e a apresentação dos resultados dos trabalhos dos alunos de Gestão Ambiental da UFPR-Litoral na região da comunidade Floresta, atingida pelas fortes chuvas do mês de março.

A reunião é aberta à participação da comunidade e será realizada na Universidade Federal do Paraná – Campus Litoral, situada na Rua Jaguariaíva, 512 – Caiobá/Matinhos/PR.

Criada mais uma RPPN em Morretes

A edição do Diário Oficial da União do dia 11 trouxe a publicação da Portaria n° 89, assinada pelo presidente do ICMBio, criando a Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) da Pousada Graciosa, no município de Morretes, às margens da Estrada da Graciosa.

A área, protegida por iniciativa dos seus proprietários, abrange pouco mais de 17 hectares de floresta, está inserida na Reserva da Biosfera da Mata Atlântica, reconhecida pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para a educação, a ciência e a cultura) e localiza-se próximo a outras Unidades de Conservação, como os Parques Estaduais da Graciosa e do Pico Marumbi.

A Reserva Particular de Patrimônio Natural é uma categoria de Unidade de Conservação da Natureza prevista na leislação brasileira que permite à iniciativa privada participar ativamente da proteção dos ambientes naturais. Ela tem como principal característica a  conservação da diversidade biológica, garantindo ao proprietário a titularidade do imóvel. As reservas podem ser criadas no âmbito federal ou estadual e apresentam índices altamente positivos na relação custo/benefício, além de contribuírem para ampliação das áreas protegidas no país e possuirem grande poder de difusão regional. A RPPN da Pousada Graciosa é a décima quinta RPPN federal criada no Paraná, sendo a terceira em Morretes. Entretanto, somando-se às reservas particulares criadas no âmbito do órgão estadual de meio ambiente, as RPPNs existentes no Estado ultrapassam o número de duzentos.

Para saber mais sobre estes assuntos acesse:

ICMBio

Reserva da Biosfera da Mata Atlântica

Gestão Ambiental da UFPR Litoral desenvolve projeto na comunidade de Floresta

A analista ambiental Beatriz Gomes e a Profa. Juliana Quadros em conversa com os alunos na comunidade de Floresta

A turma de 2008 do curso de Gestão Ambiental da UFPR Litoral está desenvolvendo o projeto “Diagnóstico socioambiental da microbacia do Rio Jacareí a montante da BR-277 – Morretes e Paranaguá, PR”, na área situada no entorno norte do Parque Nacional de Saint Hilaire/Lange (PNSHL) onde fica a comunidade de Floresta, gravemente afetada pelos deslizamentos e enchentes de março de 2011.

Os estudantes, acompanhados pela Profa. Dra. Juliana Quadros (curso de Gestão Ambiental/UFPR Litoral) e pela equipe do PNSHL/ICMBio, têm visitado a área para realizar a coleta de dados primários in loco. Além disso, os alunos têm realizado intensivo levantamento de dados secundários bibliográficos e junto a órgãos públicos e organizações não-governamentais. A expectativa é de que o trabalho possa fornecer subsídios para a tomada de decisões pela sociedade civil organizada e pelo poder público, bem como contribuir com a gestão do Parque.

Contextualização

No início do 1º semestre de 2011, logo após o episódio das enchentes e deslizamentos que atingiram o litoral do Paraná, a UFPR Litoral desenvolveu uma semana de intensivos estudos sobre a temática dos desastres naturais. Desses estudos emergiram 133 propostas de atuação da UFPR Litoral junto às comunidades atingidas, entre elas a realização do “I Fórum das Comunidades do Litoral do Paraná” (I FOCO), que ocorreu no mês de junho. Ao final do referido encontro, após relatos da comunidade e discussões participativas, foi redigida uma carta contendo as proposições de ação das esferas de governo, das comunidades e da UFPR Litoral – Carta do I Fórum das Comunidades do Litoral do Paraná. Retomando o item 3 desta Carta, que trata do papel da UFPR Litoral, e apontando a frágil presença das representações dos governos da federação, estado e municípios no evento, são propostas retomadas e/ou desdobramentos, como retomar e avaliar internamente e de forma ampla a pertinência e implementação das propostas da UFPR Litoral para o enfrentamento das sequelas pós-catástrofe de março, recolocando-as no contexto do planejamento e ações deste 2º semestre nos três eixos pedagógicos (Projetos de Aprendizagem, Interações Culturais e Humanísticas e Fundamentos Teórico-Práticos). É neste último eixo, o dos Fundamentos Teórico-Práticos, que se insere o projeto do curso de Gestão Ambiental.

*Agradecemos à Profa. Juliana Quadros pelo envio de informações para este texto.