Cabaraquara

Morro do Cabaraquara
Foto: Beatriz Gomes

Município: Guaratuba

Como chegar: a partir de Matinhos, deve-se seguir pela rodovia PR 412 em direção ao Ferry-boat, continuando na pista da direita pela Estrada do Cabaraquara (sentido Iate Clube Caiobá) até o final; a partir do centro de Guaratuba, deve-se atravessar a baía e seguir à esquerda logo após  sair do ferry-boat, sentido Iate Clube Caiobá, pela Estrada do Cabaraquara. No final do trecho asfaltado está o Morro do Cabaraquara e a estrada se bifurca: à esquerda é possível continuar de carro pelo estreito caminho de terra, que segue contornando o morro, onde se encontram alguns restaurantes; à direita a estrada continua até o bairro Tabuleiro, em Matinhos, porém só é trafegável nos primeiros 150 metros, servindo de acesso para alguns moradores e para caminhadas de lazer.

 

Morro do Cabaraquara visto da baía de Guaratuba
Foto: Acervo do PNSHL

Características: a beleza da região vem do contraste de ambientes entre os manguezais da baía de Guaratuba e a elevação abrupta do relevo da serra do mar, representada pelo Morro do Cabaraquara. A vegetação está bem próxima da estrada que contorna o morro, permitindo ao visitante desconectar-se do ambiente urbano tradicional e observar a variedade de bromélias e trepadeiras que ocupam os troncos e galhos de árvores típicas da Mata Atlântica. São comuns os pés de palmito juçara, grande parte deles plantada pelos moradores.

Infraestrutura local: na comunidade do Cabaraquara existe uma pousada-spa e algumas opções de restaurantes especializados em frutos do mar, com destaque para ostras. Atualmente não existem trilhas autorizadas para acesso ao alto do morro e a vegetação no topo encobre o visual da baía de Guaratuba. O Plano de Manejo do Parque, atualmente em fase de elaboração, definirá os melhores acessos e atividades a serem desenvolvidas no morro.

Dicas:

– Enriqueça sua visita conversando com os moradores locais. Alguns cultivam ostras e podem mostrar a riqueza do ambiente de manguezal.

– Colabore com a economia local: consuma alimentos e bebidas vendidos na comunidade e, se precisar de serviços como barqueiros e condutores, dê preferência para contratação de moradores locais.

– No Cabaraquara pode-se contratar pequenas embarcações (tipo “voadeiras”) para passeios pela Baía de Guaratuba, incluindo a comunidade do Parati, onde se localiza outro atrativo do Parque Nacional: o Salto Parati.

Caminho Cabaraquara-Parati
Foto: Beatriz Gomes

– Para os que gostam de longas caminhadas, uma antiga trilha, hoje usada apenas por alguns moradores, liga as comunidades do Cabaraquara e do Parati. O percurso tem cerca de 9,5 km e passa por diversas paisagens: trilhas pela mata, áreas abertas e trechos de banhado. A caminhada dura cerca de quatro horas, em ritmo normal a lento, necessário para observar o ambiente. Entre as comunidades não há infraestrutura de apoio como lanchonetes e sanitários, por isso é importante levar água e alimentação leve. É necessário o acompanhamento de um condutor local, pois não há sinalização.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: