Pesquisa Científica

Um dos principais objetivos de todas as categorias de Unidade de Conservação (UC) é possibilitar a realização de pesquisas científicas, fundamentais para o conhecimento sobre nossa biodiversidade e os saberes tradicionais a ela associados e de extrema importância para subsidiar os procedimentos de gestão. No âmbito federal, todas as pesquisas científicas e atividades didáticas (de ensino superior) realizadas em Unidades de Conservação devem passar por um processo de autorização, conforme a Instrução Normativa nº 154/2007. O sistema é conhecido pela sigla SISBIO e os procedimentos de solicitação, análise e autorização dos projeto de pesquisa são feitos totalmente à distância, por meio eletrônico, tornando o processo mais rápido graças à análise simultânea por diversos setores. Maiores informações e detalhes sobre os procedimentos podem ser obtidos na página do ICMBio.
O Parque Nacional de Saint-Hilaire/Lange (PNSHL) possui um vasto campo para pesquisas devido, entre outros fatores, à grande variação altitudinal observada em sua área. A UC carece de inventários faunísticos, assim como de estudos específicos que subsidiem a elaboração do Plano de Manejo, que se encontra em fase inicial de elaboração. Os deslizamentos de terra que afetaram a porção norte do Parque em março de 2011, também criaram um novo campo para pesquisas na região e tornaram-se especialmente necessários os estudos voltados para a compreensão dos fenômenos ocorridos e acompanhamento da regeneração da floresta.
Desde 2011, a equipe do PNSHL vem desenvolvendo pesquisas com apoio da Diretoria de Pesquisa, Avaliação e Monitoramento da Biodiversidade (DIBIO) do ICMBio e participação de pesquisadores colaboradores de diferentes áreas e instituições. Atualmente, três destes projetos estão em andamento “Anuros e Squamata no PARNA Saint-Hilaire/Lange, Litoral do Paraná”; “Levantamento da avifauna em áreas com tipos distintos de uso e em áreas íntegras do Parque Nacional de Saint-Hilaire/Lange” e “Ecologia e conservação da lontra neotropical, Lontra longicaudis, no Parque Nacional de Saint-Hilaire/Lange, Serra da Prata, PR”. A possibilidade de aproveitamento da logística das atividades de campo e das metodologias de captura destes projetos possibilitou o agregamento de outros estudos a partir de outubro de 2012: “Influência da paisagem antrópica e das mudanças climáticas sobre a saúde e biodiversidade da avifauna na região do Parque Saint-Hilaire/Lange” e “Mamíferos da Mata Atlântica Subtropical: Taxonomia, distribuição geográfica, diversidade e conservação”.

Conheça alguns dos trabalhos já desenvolvidos no PNSHL clicando aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: