Aos nossos parceiros, colaboradores e amigos…

Anúncios

Voluntários do PNSHL realizam mutirão no Dia Internacional do Voluntário

Placa da Trilha das Farinheiras. Foto: Rodrigo Torres

Placa da Trilha das Farinheiras. Foto: Rodrigo Torres

Na última quinta-feira (Dia Internacional do Voluntário – 5 de dezembro), voluntários do Parque Nacional de Saint-Hilaire/Lange (PNSHL) que trabalham na linha temática de Construção/manutenção/sinalização de trilhas fizeram um mutirão com a equipe do ICMBio em ações envolvendo a confecção de placas e outros materiais de sinalização. O Dia Internacional do Voluntário é uma data instituída pela Organização das Nações Unidas com o objetivo de fazer com que sejam promovidas ações de voluntariado por todas as esferas da sociedade, ao redor do mundo.

Confecção de placas de sinalização - Pintura. Foto: Rodrigo Torres

Confecção de placas de sinalização – Pintura. Foto: Rodrigo Torres

As placas de sinalização das trilhas e atrativos do PNSHL , bem como dos limites do Parque e seu entorno, terão sua instalação ou manutenção feitas nas próximas semanas, visando ordenar o uso público desses locais, proteger os atributos naturais, melhorar a segurança dos usuários e permitir a identificação dos limites e acessos do Parque.

O PNSHL conta com um Programa de Voluntariado desde 2012 e possui três linhas de atuação (linhas temáticas): Construção/manutenção/sinalização de trilhas e manejo dos impactos da visitação; Gestão da Informação; e Pesquisa Científica.

Confecção de Placas. Foto: Alexandre Arins

Confecção de Placas. Foto: Alexandre Arins

A equipe do PNSHL agradece a participação de TODOS os voluntários ao longo desses quase dois anos do Programa, e destaca que realizará novas ações de sinalização das trilhas nas próximas semanas – aproveitando a aproximação do período turístico de verão.

* Veja todas as fotos do Dia Internacional do Voluntário no PNSHL no facebook do Parque.

Molusco nativo tem novas ocorrências registradas no PNSHL

Pesquisadores da Universidade Federal do Paraná publicaram recentemente uma nota científica sobre a ocorrência conhecida do caracol terrestre da espécie Mirinaba cadeadensis. Este trabalho foi elaborado utilizando material depositado no Museu de História Natural Capão da Imbuia (Curitiba – PR), e espécimes coletados em 11 localidades diferentes do litoral paranaense, sendo nove destas localizados no interior do Parque Nacional de Saint-Hilaire/Lange (PNSHL).

O pesquisador Carlos Birckolz, um dos autores do estudo, ressalta que inicialmente ele e seus colegas acreditavam tratar-se de outra espécie de caracol, Mirinaba erythrosoma, também mencionada em bibliografia, como tendo ocorrência para o PNSHL. Ele também menciona “que esta ocorrência possivelmente seja um erro de identificação do pesquisador Frederico Lange de Morretes, feita em 1949, e na época Mirinaba cadeadensis ainda não havia sido descrita”.

A coleta do material de pesquisa teve licença do ICMBio através do Sistema de Autorização e Informação em Biodiversidade (SISBIO), e Instituto Ambiental do Paraná (IAP).

A nota científica foi publicada na revista eletrônica Check List – Journal of species list and distributione encontra-se disponível para leitura, em inglês, aqui.

Mirinaba Cadeadensis

Mirinaba cadeadensis

Veja também: Jatutá e Caramujo-gigante-africano: quem é quem?

Comunidade do Parati Recebe Visita Técnica e Reunião do Conselho Consultivo do PNSHL

Trilha do Salto Parati. Foto: Silvester Thomas

Trilha do Salto Parati. Foto: Silvester Thomas

No dia 03 de dezembro de 2013 foi realizada uma visita técnica e a 15ª Reunião do Conselho Consultivo do Parque Nacional de Saint-Hilaire/Lange (PNSHL), na comunidade do Parati, Guaratuba-PR. Os participantes da visita foram os representantes do Conselho Consultivo – sociedade civil e poder público –, estudantes dos cursos de Gestão Ambiental e Gestão em Turismo da Universidade Federal do Paraná Setor Litoral, além de outros convidados e interessados. Para a ida ao Parati foram feitos dois grupos: um que foi para a comunidade de barco pela baía de Guaratuba, e outro que foi a pé pelo Caminho Novo do Cambará (Estrada do Parati). 

O objetivo da visita técnica foi atender a uma das metas previstas no Plano de Ação do PNSHL: o conhecimento e reconhecimento da comunidade do Parati pelos conselheiros, da situação social e ambiental da comunidade, bem como dos acessos para se chegar a ela (vias aquática e terrestre). Além disso, foi repassado pela equipe do Parque Nacional o contexto histórico-cultural dos locais visitados, bem como informações relativas à conservação e à preservação ambiental dos espaços e atrativos naturais.

15ª Reunião do Conselho Consultivo do PNSHL. Foto: Rodrigo Torres

15ª Reunião do Conselho Consultivo do PNSHL. Foto: Rodrigo Torres

Durante a 15ª Reunião do Conselho Consultivo do PNSHL, foram discutidos temas diversos, com foco principal na questão dos acessos à comunidade do Parati. Foi deliberado que seja dada continuidade, o mais breve possível, ao processo de licenciamento ambiental para a recuperação do Caminho Novo do Cambará, a fim de que a comunidade tenha uma outra opção de acesso aos centros urbanos. Atualmente, o acesso por barco é dificultado pela dependência da maré ou mesmo impossibilitado em ocasiões climáticas desfavoráveis. Discutiu-se também a construção de um trapiche comunitário, a situação de abandono da região e alternativas econômicas vinculadas ao ecoturismo.

A comunidade do Parati possui o Salto Parati como seu principal atrativo turístico, localizado dentro do PNSHL.

Salto Parati. Foto: Marili Miretzki

Salto Parati. Foto: Marili Miretzki