Reestruturação é pauta da próxima Reunião do Conselho Consultivo do PNSHL

No dia 18 de outubro de 2016 (terça-feira), das 09h às 17h30, será realizada a 20ª Reunião Ordinária do Conselho Consultivo do Parque Nacional de Saint-Hilaire/Lange (PNSHL) no Auditório do Hotel Santa Paula, localizado na Avenida Visconde do Rio Branco nº 650, bairro Brejatura – Guaratuba/PR.

A reunião acontecerá junto com a 1ª Reunião Ordinária de 2016 do Conselho Gestor da APA de Guaratuba e terá como pauta principal a reformulação dos conselhos do Parque Nacional de Saint-Hilaire/Lange e da APA de Guaratuba; a proposta de criação dos conselhos do Parque Nacional Guaricana e do Parque Estadual do Boguaçu; e a integração da atuação destes conselhos, visando ampliar e qualificar a participação social na gestão destas unidades de conservação e garantir maior efetividade na conservação da biodiversidade.

Toda a comunidade está convidada para participar e contribuir com a reunião.

Segunda Reunião Ordinária do Conselho Consultivo do PNSHL no ano acontece no dia 08 de dezembro

No dia 08 de dezembro (terça-feira), das 13h30 às 17h30, será realizada a 19ª Reunião Ordinária do Conselho Consultivo do Parque Nacional Saint-Hilaire/Lange (PNSHL) na Sala do Conselho da Universidade Federal do Paraná – Setor Litoral, situada na Rua Jaguariaíva nº 512, Caiobá – Matinhos/PR.

Na ocasião, serão apresentadas as propostas de revisão dos Planos Diretores dos municípios de Matinhos e Guaratuba.  Além disso, a Reunião terá como pauta a Revisão dos limites do PNSHL e a aprovação de moções que deverão ser encaminhadas ao Presidente do ICMBio sobre Regularização Fundiária, ao Secretário de Segurança Pública do Estado do Paraná sobre policiamento nas Comunidades Rurais do entorno do PNSHL, e ao IAP sobre regulamentação do corte da folha de Guaricana.

A equipe e os Conselheiros do PNSHL convidam toda a comunidade para participar e contribuir com a Reunião.

Mais informações: parnashl.pr@icmbio.gov.br e (41) 3452-6340.

Autor: Rodrigo Felizardo

18ª Reunião Ordinária do Conselho Consultivo do PNSHL acontece no dia 23 de abril

A 18ª Reunião Ordinária do Conselho Consultivo do Parque Nacional de Saint-Hilaire/Lange (PNSHL) será realizada no dia 23 de abril de 2015, quinta-feira, das 13:30 às 17:30 horas.
A reunião acontecerá novamente na Universidade Federal do Paraná – Setor Litoral, situada na Rua Jaguariaíva nº 512, Caiobá, Matinhos/PR, e terá como pauta a elaboração de propostas de ações e de agenda das reuniões das Câmaras Técnicas (CT) de Comunicação Externa; de Uso Público e Montanhismo; e de Avaliação e Monitoramento.
Além disso, serão elaboradas também, as ações e agenda das reuniões dos Grupos de Trabalhos (GT) de Reformulação do Conselho Consultivo; e de Implementação da Associação Amigos do Parque Nacional Saint-Hilaire/Lange (AMIPANSHAL).
A equipe e os conselheiros do PNSHL convidam toda a comunidade para participar e contribuir com a reunião.

Mais informações: parnashl.pr@icmbio.gov.br ou (41) 3452-6340.

Conheça o Conselho Consultivo do PNSHL: https://parnasainthilairelange.wordpress.com/conselho-consultivo/

Nova data da Reunião do Conselho Consultivo

O Parque Nacional de Saint-Hilaire/Lange informa:

A Reunião do Conselho Consultivo do PNSHL que seria realizada no dia 13 de maio foi transferida para o dia 05 de agosto, após a realização da Copa do Mundo. Tal mudança deveu-se à problemas de saúde do servidor José Consoni, que normalmente organiza as reuniões do Conselho, e que encontra-se atualmente afastado para recuperação.

O horário da reunião, bem como o local, serão divulgados em breve.

A Equipe do PNSHL fica à disposição para quaisquer esclarecimentos.

(41) 3452-6340

parnashl.pr@icmbio.gov.br

Para conhecer o Conselho Consultivo do PNSHL visite:

https://parnasainthilairelange.wordpress.com/conselho-consultivo/

Amigos do PNSHL

Participantes da 3ª Reunião de Planejamento da AMIPANSHAL

Participantes da 3ª Reunião de Planejamento da AMIPANSHAL

Durante a  14ª Reunião Ordinária do Conselho Consultivo do Parque Nacional de Saint-Hilaire/Lange,  ocorrida em 23 de maio de 2013, a Câmara Técnica de Comunicação do Conselho,  propôs a criação de um Grupo de Trabalho – GT, com a finalidade de mobilizar a sociedade para debater a possibilidade de criação de uma organização capaz de contribuir com a implementação do parque.

A necessidade da criação desta organização é vista por este grupo como sendo essencial para o fortalecimento das comunidades do entorno do PNSHL, para organizar os demais interessados pelo Parque e também para contribuir com o Instituto Chico Mendes na utilização sustentável de suas riquezas naturais.

O GT oriundo dos debates do Conselho agora se chama AMIPANSHAL – Amigos do Parque Nacional de Saint-Hilaire/Lange, e teve seu primeiro encontro no dia 20 de julho de 2013. O objetivo inicial deste grupo é ampliar a discussão sobre o assunto e conseguir o maior número possível de opiniões sobre a necessidade de criação desta organização, quais seriam seus objetivos e identificar os interessados em contribuir com as atividades desta futura organização.

Para atingir este objetivo, foi criado um portal, que possui uma enquete, para que as pessoas possam expressar sua opinião sobre a iniciativa.

Acredita-se que com esta estrutura pode-se deixar transparente as intenções e ações do grupo, permitindo que mais pessoas possam ajudar a preservar e usufruir deste patrimônio belo e riquíssimo.

Os primeiros resultados da AMIPANSHAL serão apresentados na 5ª Reunião Extraordinária do Conselho Consultivo do PNSHL, a ser realizada em 15 de outubro.

Mais informações em: http://www.amipanshal.com.br

Sobre o Parque Nacional Marinho das Ilhas dos Currais

IlhasCurrais

Em 20 de junho de 2013 foi sancionada a Lei n° 12.829, que criou o Parque Nacional Marinho das Ilhas dos Currais, no Paraná, o terceiro desta categoria no Brasil, depois de Abrolhos e Fernando de Noronha. O novo parque possui cerca de 1400 hectares de área.

Esta é a segunda Unidade de Conservação (UC) criada em território brasileiro por meio de lei federal. A primeira foi o Parque Nacional de Saint-Hilaire/Lange, em 2001. O Projeto de Lei n° 7.032 foi proposto em 2002 pelo então Deputado Federal Luciano Pizzatto, com o objetivo de proteger áreas de nidificação de várias espécies de aves marinhas existentes no Arquipélago de Currais, assim como os ambientes marinhos em seu entorno. Após longa tramitação no Legislativo Federal, o projeto foi aprovado no Senado em 21 de maio de 2013, seguindo então para sanção presidencial. A criação de uma UC por projeto de lei não é a forma usual, em geral ela se dá por meio de decreto do Poder Executivo.

Localização de Parque Nacional Marinho das Ilhas dos Currais.

Localização de Parque Nacional Marinho das Ilhas dos Currais, no Paraná.

O Arquipélago dos Currais é composto por três ilhas (Grapirá, Três Picos e Filhote) e localiza-se a aproximadamente dez quilômetros da linha de costa (6 milhas náuticas), na direção do balneário Praia de Leste, em Pontal do Paraná. É um importante local de reprodução de aves marinhas que, há quase duas décadas, é estudado por pesquisadores do Laboratório de Ornitologia do Centro de Estudos do Mar da Universidade Federal do Paraná (CEM/UFPR). Estes estudos mostraram a grande importância do arquipélago para o Atobá (Sula leucogaster) e a Fragata ou Tesourão (Fregata magnificens), que se reproduzem o ano todo; para a Gaivota (Larus dominicanus), cujo período reprodutivo vai de julho a novembro e também para o Socó (Nycticorax nycticorax) e a Garça-branca-grande (Ardea alba), que se reproduzem na primavera. Os Trinta-réis-de-bico-vermelho (Sterna hirundinacea) também utilizam as Ilhas dos Currais para reprodução, embora isso não aconteça todos os anos.

Outro grupo que se beneficiará com a criação da UC serão as cerca de 44 espécies de peixes, que utilizam as águas do entorno do arquipélago como local de alimentação e proteção, destacando-se a garoupa-verdadeira (Mycteroperca marginata) e o mero (Epinephelus itajara), ambas espécies ameaçadas de extinção. O mero tem a pesca proibida. A conservação dos estoques pesqueiros da área também beneficiará os pescadores artesanais da região que pescarão no entorno da UC.

Até o momento a nova UC não possui analistas ambientais lotados nela, sendo a Coordenação Regional do ICMBio em Florianópolis (CR-09) responsável pela gestão de Currais.

 

Reunião Pública

No dia 19 de setembro de 2013 ocorrerá reunião pública com os pescadores artesanais intitulada “O Arquipélago de Currais: os resultados do Projeto Currais, a comunidade local e a nova realidade da região”.

A reunião tem início previsto para 14 horas, no Instituto Federal do Paraná, Câmpus Paranaguá, endereço Rua Antônio Carlos Rodrigues, 453 – Bairro Porto Seguro, em Paranaguá/PR.

Esta reunião tem o objetivo de fomentar a aproximação entre as instituições de pesquisa, órgão gestor e comunidade para promover a compreensão do panorama regional, nacional e internacional no qual a criação do Parque Nacional Marinho de Currais está inserida.

 

Conheça mais sobre as Ilhas dos Currais em:

– KRUL, R. 2004. Aves marinhas costeiras do Paraná. p. 37-56. In: Aves marinhas e insulares brasileiras: bioecologia e conservação (Organizado por Joaquim Olinto Branco). Editora da UNIVALI, Itajaí, SC.

– Página do Parna Marinho das Ilhas dos Currais no Portal do ICMBio

– Projeto Currais

 

Contato da CR-09:

– Telefone: (48) 3282-2617 / (48) 3282-2163

– E-mail: cr9.icmbio@icmbio.gov.br

Ações no PARNA Saint-Hilaire/Lange viram documentário

Uma das estratégias de divulgação das unidades de conservação (UCs), e consequentemente da importância destas para a sociedade, é utilizar ferramentas audiovisuais para mostrar suas histórias, potencialidades turísticas e biodiversidade. Dentre os formatos mais utilizados, destacam-se os vídeos, documentários e reportagens televisivas.

Com este objetivo, Péricles Augusto dos Santos, estudante do curso de graduação em Gestão Ambiental na Universidade Federal do Paraná (UFPR) – Setor Litoral, desenvolveu um documentário sobre o Parque Nacional de Saint-Hilaire/Lange (PHSHL). Este documentário fez parte do seu trabalho de conclusão de curso (TCC): “O Uso de Recursos Audiovisuais como Estratégia de Sensibilização Ambiental: Um Vídeo Sobre a Torre da Prata no Parque Nacional de Saint-Hilaire/Lange”.

Com o título “Na Trilha da Conquista”, o documentário de 30 minutos mostra a história da conquista da Torre da Prata (atrativo do parque), ocorrida em 1944, e a abertura da trilha usada atualmente na subida da montanha (em 1966). Também são abordadas as atividades de ordenamento do uso público e de pesquisas científicas realizadas na UC recentemente. A conquista pessoal de Péricles em subir a montanha também é mencionada na produção.

O documentário foi exibido para a banca avaliadora e o público presente à apresentação do TCC de Péricles, no dia 14 de agosto, na UFPR Litoral, em Matinhos (PR) . Depois, o autor falou sobre o processo de produção do documentário, argumentando que o trabalho tem como principal objetivo ser um material de apoio na sensibilização da população quanto à importância do PNSHL.

Péricles, autor do documentário, apresentando o trabalho. Foto: Charlotte Couto Melo

Péricles, autor do documentário, apresentando o trabalho. Foto: Charlotte Couto Melo

Após a apresentação do estudante, a banca fez ponderações e sugestões de aperfeiçoamentos. O analista ambiental do PNSHL, Rodrigo Filipak Torres, fez parte da banca do trabalho e comentou que este tipo de iniciativa – produção de materiais audiovisuais – é muito importante para o parque, e deveria ser melhor explorada pelos órgãos gestores das UCs no Brasil.

A produção do documentário teve a orientação da professora Liliani Marília Tiepolo, da UFPR.

O trailer do documentário pode ser conferido em: http://vimeo.com/70988366

*Em tempo: o documentário acaba de ser selecionado para o Rio Mountain Festival 2013 – 13ª Mostra Internacional de Filmes de Montanha, na categoria “Natura Doc” (filmes de natureza ou de proteção ao meio ambiente).  A mostra acontecerá de 15 a 19 de outubro de 2013, no Rio de Janeiro. Parabéns, Péricles!!

.

Esta é a terceira vez que o PNSHL é abordado em uma produção audiovisual.
A primeira foi no documentário “Quem Acordou o Dragão?”, que fez um relato sobre os desastres ambientais de março de 2011 no litoral do Paraná, também afetando o parque.
Também produzido por Péricles, o vídeo “Na Trilha da Prata” fez a divulgação da implantação da sinalização na Trilha da Torre da Prata.