Museu Botânico de Curitiba realiza pesquisa no PNSHL

Flora_Foto_Leonardo_Milano

O Herbário do Museu Botânico Municipal de Curitiba (MBM) iniciou em janeiro o projeto de Prospecção da Flora no Parque Nacional Saint-Hilaire/Lange, que tem como objetivo principal realizar a busca e registro de espécies da flora dentro dos limites do parque.

O projeto foi proposto e é coordenado pelo Engenheiro Florestal Marcelo Leandro Brotto, pesquisador e servidor da Prefeitura Municipal de Curitiba, que justifica a relevância do projeto com base na ficha de Áreas Prioritárias para Conservação, Uso Sustentável e Repartição dos Benefícios da Biodiversidade Brasileira (Portaria MMA 09/2007). Nela, o Parque é classificado com importância extremamente alta e prioridade muito alta para conservação, com a característica de abrigar grande diversidade de habitats, endemismos (anfíbios), espécies ameaçadas em extinção e elevada riqueza biológica (anfíbios) e entre as ações recomendadas pelo Ministério do Meio Ambiente está a realização de inventário ambiental.

O pesquisador já realizou outros trabalhos no Parque e acrescentou que “os estudos sobre a flora no Parque se concentraram na faixa altitudinal entre 400 e 1100 metros, sendo que as faixas acima e abaixo desse intervalo foram pouco amostradas até o momento, principalmente a porção compreendida pela Floresta Ombrófila Densa Submontana (entre 10 e 600 metros de altitude), onde se espera encontrar a maior riqueza de flora de toda a Serra da Prata. Portanto, faz-se necessária uma intensificação na amostragem dessa faixa altitudinal, o que servirá de subsídio à lista geral da flora do Parque, além de disponibilizar material que possa apoiar outras pesquisas científicas. Para isso, serão realizadas no período de dois anos pelo menos oito expedições de coleta. Em cada uma se pretende coletar aproximadamente 60 plantas em período fértil (com estruturas reprodutivas – flores ou frutos), o que totaliza aproximadamente 500 coletas.”

Atualmente a coleção de plantas do Herbário do MBM soma quase 400.000 exemplares, sendo a 4ª maior do Brasil. Por isso, é considerada uma coleção de referência em nível nacional e internacional, servindo de base para a identificação de espécies da flora brasileira e em especial da flora paranaense. É com base em coleções como a do MBM que foi possível publicar a Lista de Espécies da Flora do Brasil, organizada pelo Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Neste momento, são reconhecidas 43.496 espécies para a flora brasileira, sendo 4.227 de Algas, 31.933 de  Angiospermas, 1.531 de Briófitas, 4.558 de Fungos, 26 de Gimnospermas e 1.221 de Samambaias e Licófitas.

Como é feita a identificação de uma planta?

Exsicata_MBMC_Foto_Marcelo Brotto

Amostra da árvore Guanandi. Foto: Marcelo Broto

Para os cientistas que estudam a classificação das plantas o que mais importa é o nome científico das espécies. Por exemplo, o popular Guanandi chama-se Calophyllum brasiliense Cambess., descoberto e batizado pelo pesquisador Jacques Cambessèdes no ano de 1825. Antes de identificar uma planta coletada é preciso secá-la para que ela não se deteriore, depois ela é levada ao herbário para ser comparada com outras amostras e também com as descrições feitas pelos pesquisadores em publicações botânicas. Por fim, depois de identificada a amostra é arquivada com informações sobre a localidade onde foi encontrada, quem a coletou, quando, quem a identificou, etc.

Qual a importância dessa pesquisa para o parque?

Como um dos objetivos do parque é a conservação da biodiversidade é importante saber quais espécies existem ali e a partir disso estabelecer a melhor estratégia de conservação para cada uma, em especial para aquelas que estão em risco de extinção.

A realização da pesquisa foi autorizada pelo ICMBio através do Sistema de Autorização e Informação em Biodiversidade (SISBIO).

Texto: Marcelo L. Brotto e PNSHL

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: