Voluntários realizam atividade de marcação de trilha no PNSHL

Voluntários vieram de Curitiba, Morretes e Matinhos para colaborar no mutirão de sinalização da trilha da Torre da Prata.

Apesar da previsão de chuva, onze voluntários se dispuseram a colaborar na marcação da mais longa das trilhas atualmente visitadas no Parque Nacional de Saint-Hilaire/Lange: a trilha da Torre da Prata. Vindos de Curitiba e Morretes, membros do Clube Paranaense de Montanhismo (CPM) se encontraram com dois analistas ambientais do Parque e outros voluntários de Matinhos para realizar o trabalho, que se estendeu até a noite. A atividade, realizada no último sábado, foi organizada em conjunto pela equipe do Parque e a diretoria do CPM e faz parte da programação da Câmara Técnica de Montanhismo e Ordenamento da Visitação criada pelo Conselho Consultivo no final de 2011.

A trilha da Torre da Prata é linear, possui quase sete quilômetros de extensão e foi aberta em 1966 (trinta e cinco anos antes da criação do PNSHL) como uma alternativa para o caminho utilizado na conquista da montanha, em 1944, que durava três dias. A inclinação acentuada do terreno, a partir da metade do caminho, faz com que a subida seja difícil e exija grande esforço físico, motivo pelo qual ela é feita especialmente por montanhistas. Atalhos criados por exploradores ocasionais ou moradores da região, trilhas abertas por praticantes de atividades ilegais, caminhos usados por  animais ou decorrentes do fluxo de água das chuvas foram se somando à trilha principal e confundindo os visitantes. Surgiram, então, as marcações feitas com fitas adesivas coloridas, fitas “zebradas” e até mesmo sacolas plásticas.

Após a criação da Câmara Técnica pelo Conselho, iniciou-se o processo de planejamento para o ordenamento do uso da trilha visando a segurança do visitante e a proteção e recuperação da vegetação nativa, com o fechamento de atalhos. Foram sinalizados: o trecho mais longo da trilha principal, desde seu início até os campos de altitude, a cerca de 1.300 metros sobre o nível do mar, e uma trilha secundária. O mau tempo prejudicou os trabalhos e não foi possível concluir a sinalização de um pequeno trecho de floresta próximo ao cume, situado depois dos campos de altitude. Será marcada uma nova data para finalizar a sinalização, porém naquele local não existem bifurcações e o risco de um visitante não encontrar o caminho é praticamente inexistente.

No mutirão, foram utilizadas duas técnicas: em um dos acessos as árvores receberam marcação com tinta esmalte de alto brilho, técnica que vem sendo adotada pelo ICMBio em diversas Unidades de Conservação; em outro foi aplicada a técnica consagrada pelos montanhistas do Paraná, que consiste no uso de fitas adesivas (foi escolhida fita adesiva refletiva, pois é comum que o visitante que não pernoita no alto da montanha inicie ou finalize a caminhada no escuro, guiado somente por lanternas). A equipe do Parque e os membros do CPM realizarão uma pesquisa de longo prazo para avaliar qual a estratégia de marcação mais adequada, segundo critérios de durabilidade do material, perda da visibilidade diurna e noturna ao longo do tempo, necessidade de manutenção, susceptibilidade a vandalismo e aceitação pelo usuário.

Entre as próximas atividades da Câmara Técnica estão: a discussão e elaboração de uma portaria de ordenamento da atividade de visitação na trilha da Torre da Prata; a sinalização de outras trilhas de menor complexidade, porém muito visitadas nos meses de verão, como a trilha do Salto do Tigre; e a consolidação da parceria entre o CPM e o ICMBio, por meio da assinatura de de um Termo de Reciprocidade. O documento está sendo elaborado pelas duas instituições e, em breve, seguirá para análise do setor jurídico do órgão governamental.

2 Respostas

  1. […] Saint-Hilaire/Lange (PNSHL) e o Clube Paranaense de Montanhismo (CPM) – os quais desenvolvem um trabalho conjunto para o mapeamento, sinalização e manutenção de trilhas na Serra da Prata, no PNSHL – rendeu […]

  2. […] Também produzido por Péricles, o vídeo “Na Trilha da Prata” fez a divulgação da implantação da sinalização na Trilha da Torre da Prata. […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: