Conselho do Parque Nacional de Saint-Hilaire/Lange realiza 9ª reunião ordinária e comemora os 10 anos de criação da UC

O Conselho Consultivo do Parque Nacional de Saint-Hilaire/Lange realizou no dia 24, sua 9ª reunião ordinária e primeira de 2011. A pauta foi extensa e incluiu assuntos de grande importância para a região, o Parque e o Conselho, além da comemoração dos 10 anos de criação da UC, completados em 23 de maio. O evento contou com a presença do Coordenador Regional, Ricardo Castelli Vieira, e da colega Laci Santin, que coordena as atividades de educação ambiental da CR-9. Castelli fez uma breve apresentação sobre o ICMBio e as atribuições da Coordenação Regional.

Pela manhã, boa parte do tempo foi destinada às apresentações sobre os efeitos das enchentes e deslizamentos de terras, ocorridos no mês de março, que atingiram o Parque e as comunidades vizinhas. O Secretário Municipal de Defesa Social de Paranaguá, Paulo Emmanuel do Nascimento Júnior, fez um breve histórico sobre as ocorrências do dia 11 de março, pior dia de enchentes e quando se iniciaram os deslizamentos, e as consequências dos eventos no município, com destaque para a destruição das captações de água e dos acessos na zona rural. Em seguida, foi a vez do Analista Ambiental do Parque, José Otávio Consoni, geólogo de formação, mostrar a situação da UC e comentar sobre as características geológicas e geomorfológicas que, combinadas à altíssima pluviosidade registrada no dia, contribuíram para a ocorrência de fenômenos de tal magnitude.

Nanci fala dos problemas da comunidade

Outros membros do Conselho também deram seu depoimento em relação à questão: a representante da comunidade do Morro Alto, Sra. Nanci, expôs as dificuldades que mais de noventa famílias da região anda enfrentam com relação às vias de acesso e ao abastecimento de água desde o mês de março; Leandro, representante da Federação Paranaense de Montanhismo, acrescentou informações sobre outras regiões afetadas no município de Morretes; e Célia Rocha, que representa o Instituto Ambiental do Paraná, descreveu os impactos das enchentesem Guaratuba. As apresentações iniciaram um debate sobre os problemas enfrentados pelas administrações municipais no caso de um acidente de grandes proporções, bem como a falta de articulação interinstitucional nas diferentes esferas de governo, situações que refletem diretamente no atendimento às comunidades. Algumas propostas foram apresentadas no âmbito de ação do colegiado, sendo aprovado o envio de um documento da presidência do Conselho ao Ministério Público Estadual, que atualmente coordena as ações dos diversos órgãos na área afetada, e a formação de uma Câmara Técnica conjunta com grupo afim no Conselho Gestor da APA Estadual de Guaratuba para estabelecer diretrizes de trabalho na região.

Apresentação do Projeto Panthera

Após o almoço, os participantes receberam informações sobre quatro diferentes projetos que envolvem a região do Parque: as biólogas do Projeto Panthera, vinculado ao Instituto Pró-carnívoros, Miriam e Érica, apresentaram o trabalho que vem sendo desenvolvido na região voltado para a coleta de informações, por meio de entrevistas, sobre a ocorrência da onça pintada. O documentarista Fernando Lara, da Fauna & Flora Documentários, mostrou o projeto Rotas Verdes Brasil, que percorrerá trinta áreas protegidas em todo país, captando imagens para produção de um livro digital. O Parque Nacional de Saint-Hilaire/Lange é a quarta Unidade de Conservação visitada pelo projeto e o jornalista permanecerá na região por mais cinco dias documentando o Parque e a região de entorno, devidamente autorizado pelo ICMBio. O terceiro projeto apresentado relaciona-se à capacitação do Conselho, desenvolvido pela ONG Mater Natura, parceira do Parque em trabalhos anteriores. Intitulado “Gerenciamento Integrado de Unidades de Conservação da Mata Atlântica: A Capacitaçãoem Gestão Participativacomo uma Estratégia de Conservação”, que propõe a realização de quatro cursos, três deles disponibilizando vagas para conselheiros, com os temas: Planos de Manejo, Conselho Gestor e Atividades Sustentáveis. Para encerrar a exposição de projetos a Professora Márcia Marzagão, do curso de Agroecologia da UFPR-Litoral, apresentou o trabalho que está sendo proposto para pequenos produtores rurais do entorno do Parque e que incentiva a produção orgânica e a adequação ambiental. Todos os projetos foram muito bem recebidos pelos presentes, que contribuíram com informações e sugestões.

A pauta ainda incluiu a necessidade de adequação do Regimento Interno do Conselho à IN n° 11/2010, tema que foi abordado pelo colega José Otávio Consoni, e a discussão da proposta de capacitação sobre Plano de Manejo, organizada pela equipe da UC e que foi aprovada na chamada de projetos de Educação Ambiental e Capacitação Externa da DIUSP. Ao final dos trabalhos, os participantes optaram por realizar a capacitação em três etapas, com início no mês de agosto.

A Sanepar – Companhia de Saneamento do Paraná ofereceu um coffe-break especial, em comemoração do aniversário da UC

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: